PIS Ativo: Consulta 2019 pelo CPF e Online 


O governo federal liberou o saque do fundo de PIS e Pasep para todas as idades. A ação, inclui os que trabalharam entre 1971 e 1988, fazendo com que cada um receba mais ou menos 1.370 reais.

Mais de 25 milhões de pessoas serão beneficiadas, aquecendo a economia brasileira em cerca de 34,3 bilhões de reais. O prazo para saque desse benefício, vai até dia 28 de setembro deste ano. Após esta data, o saque só poderá ser feito se o trabalhador tiver 60 anos ou mais.

Como consultar online com o CPF

No caso do PIS (Programa de Integração Social), é depositado juntamente na Caixa Econômica Federal.

Basta acessar o site da instituição: http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/pis/cotaspis/Paginas/default.aspx, nele estão todas as informações sobre o saque, valores a receber e datas disponíveis.

Ao acessar a página online, basta inserir a data de nascimento, o número do CPF ou o NIS(este pode ser encontrado no cartão cidadão, na Carteira de Trabalho ou no extrato do FGTS).

Para quem tem o cartão cidadão, basta acessar esse link: https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01.

Digite o número do NIS, cadastre uma senha, leia o contrato de prestação de serviços e clique em ´aceito´, em seguida informe a senha do cartão cidadão e a senha da internet, e terá o resultado do valor do PIS a receber.

Para quem não tem mais a senha do cartão cidadão, acesse esse link:https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01, digite o número do NIS, clique em cadastrar senha, ler o contrato de prestação de serviços e no botão ´aceito´.

Preencha os dados requisitados e ´confirme´, cadastre uma senha, se tiver com o cartão cidadão em mãos, ligue para 0800 726 02 07 e solicite o pré-cadastramento da senha deste, e depois se dirigir a uma lotérica para confirmar a nova senha manualmente.

 

Se não tiver o cartão cidadão, compareça a uma agência da Caixa Econômica Federal, com os documentos pessoais. Quem tiver acesso ao Internet Banking, também pode consultar mediante a opção ´serviços do cidadão´.

O PIS é um número identificador importantíssimo para o cidadão brasileiro. É por ele, que o empregado recebe o FGTS na Caixa Econômica, garante o direito a benefícios do governo, seguro-desemprego e abonos salariais.

Cada pessoa deve possuir apenas um número de PIS, cadastrado pelo próprio cidadão nas agências da Caixa, ou pelo Empregador no ato da admissão na empresa.

No caso de números de PIS duplicados, deverão ser enviados à Caixa, com pedido de protocolo do empregador (ou do cidadão), para a unificação do número do PIS, ficando apenas um.

A duplicação do PIS é desfavorável, porque quando o cidadão for receber os benefícios, pode ocorrer erros no momento da apuração dos dados individuais, fazendo com que o trabalhador pareça não ter direito a receber os abonos, devido a tantas contas abertas no nome dele.

Lembrando que, quem mudou de endereço, de estado civil (solteiro, casado, divorciado), teve filhos, ou qualquer outra mudança pertinente a vida pessoal, deve manter esses registros sempre atualizados na Caixa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: